Coisinhas da Lili


Nome: Liliane Ferret
Idade: 34
Marca: Coisinhas da Lili
Local: Rio de Janeiro / Serra da Bocaina - SP

"Crafter" como hobbie ou profissão?
Acho que o começo é parecido pra todas nós. Um encantamento, uma paixão. A gente acorda e dorme pensando no que poderia fazer, as vezes a cabeça está mais rápida. A mão as vezes demora a entender o que a cabeça quer. E com o tempo o resultado vai ficando mais profissional e daí é um pulo pra artesã virar uma profissional também. Hoje o meu desafio é aumentar a produção e diminuir o tempo.

Descreva o seu universo craft:
Tenho um atelier na minha pousada na Serra da Bocaina, onde tudo começou. No início tinha algumas tintas e muitos tecidos. Hoje eu vivo cercada de tecidos muitos coloridos, sempre imaginando o que poderia fazer pra tornar nossa vida e a dos pequenos mais colorida; mais divertida.


E foi assim tudo começou...
Comecei na verdade com experiências. Queria ver o que acontecia se pintasse um espelho de luz, ou se misturasse tecido, giz de cera e bordado...aí eu ganhei uma máquina de costura e outros horizontes se abriram pra mim. Comprei alguns tecidos bem baratinhos pra ver se eu sabia costurar e comecei a unir retalhos. Aprendi tudo sozinha, na tentativa e erro. Estava na minha pousada no meio da floresta, 1 hora e meia da cidade mais próxima e só tinha a internet como ferramenta. Por isso eu digo que quem quer aprender não tem desculpa. Quando a gente cisma, aprende. Basta cismar! ;-)

Como a sua marca surgiu?
Surgiu por acaso. Todos os nomes ficavam devendo alguma coisa. Porque já fiz bolsas pra mulher, porta-celular, cama pra cachorro e hoje em dia a minha especialidade é coisinhas pra bebê. Aliás, "coisinhas" é uma palavra recorrente no meu vocabulário. E a única coisa que tinha em comum nas as minhas "artes" era o meu jeito de fazer. Daí veio o Coisinhas da Lili. No começo era um nome provisório, mas hoje eu não troco por nenhum outro!

Quais são suas fontes de inspiração?
Eu adoro ficar "passeando" pelo flickr, pelos blogs de artesãs portuguesas, dinamarquesas... É uma explosão de cores e texturas inspiradoras. Tento trazer pra minhas peças a essência dessas peças e mesclando com a delicadeza dos produtos infantis.

Conte sobre os materiais e as cores que mais te encantam:
A minha matéria prima são os tecidos, adoro e realmente sou viciada num tecidinho novo... Minhas cores preferidas são as mais coloridas. Muito amarelo, vermelho, gosto de um roxo no meio, um verde bem forte e um azul cor do céu. Gosto de transformar minhas peças num arco-íris!

Quais suas preferências ao criar?
Gosto de criar peças que sejam bonitas e úteis. Adoro ficar imaginando a mãe trocando sua primeira fraldinha no trocador que eu estou fazendo. Sempre tento fazer minhas peças com todo cuidado e amor pra durar e ser testemunha de momentos inesquecíveis entre mãe e filho. Os tecidos tem que ser macios e resistentes. E é sempre bom lembrar que as vezes a utilidade de uma peça é simplesmente fazer a gente sorrir...


Você trabalha sozinha ou possue uma equipe?
Conte um pouco como é sua rotina de trabalho: A parte de tecido, de patch é feita somente por mim. Todo o processo, desde o atendimento por telefone ou por email até o envio pelos correios. Já a parte de crochê é uma parceria com artesãs do interior de SP. É uma mistura de peças que elas já faziam, com peças que desenvolvemos juntas. Minha rotina é checar na internet os pedidos, repassar pra as artesãs o pedido de crochê e organizar meu dia com os pedidos de patch. Manter em dia as entregas e continuar fazendo um produto bem acabado e de ótima qualidade é sempre minha meta.

Ao caminhar, quais são seus projetos e ideais?
Como eu já disse em outra resposta meu objetivo agora é tentar otimizar meu dia-a-dia de maneira que eu consiga produzir mais mantendo a qualidade do produto. Meu sonho é ter um lugar, um atelie, fora de casa pra produzir com mais espaço e organização.

Sua sugestão para quem está iniciando:
Escolha uma "arte" que te deixe feliz. Uma "arte" que te faça sonhar em se superar a cada dia. E aí, coloque os pés no chão e pesquise: materiais, outros artesãos, maneiras diferentes de fazer... Pesquise muito e vá encontrando aos poucos o SEU jeito. Uma maneira que vc consiga ter o resultado que espera sem ter que copiar nada feito, nada pronto. Um jeitinho que tenha sua cara e que te deixe com um sorrisão na boca no fim do dia. Determinação, disciplina e paixão.

Uma dica(s) sua de artesanato:
Uma dica muito importante é ser cuidadoso com o que vc faz. O seu produto diz muita coisa a respeito de o quanto vc leva a sério seu trabalho. Escolha a melhor materia prima. Não caia na tentação de comprar tecidos mais baratos. O patchwork é uma arte trabalhosa e por isso tem que durar. E dentro dos melhores fabricantes de tecidos existe uma infinidade de combinações com cores e estampas. Se vc trabalhar sob encomenda não se esqueça que quem manda nessa escolha é o cliente. Eu adoro cores, mas já fiz muito trabalho em tons pastéis. Faz parte. Se vc não quiser trabalhar assim, então tem que fazer as peças, manter um estoque e venda só peças prontas. Mas cuidado novamente, faça as peças já conhecendo o máximo possível seu público. As peças devem ser do gosto de quem compra e não somente de quem faz.

Na sua opinião qual o diferencial do artesanato do seu país com o artesanato de outras partes do mundo?
Acho que o "jeitinho" brasileiro tem uma conotação positiva aqui. Nós brasileiros aprendemos bem a regra mas temos mais facilidade em tentar fazer de uma maneira diferente, usar materiais diferente e vê no que dá. Com isso o resultado fica inusitado e inspirador para outros artesãos tentarem também.



Se você fosse um aviamento, qual seria?
Uma linha de quilt. Gosto de manter as camadas unidas . ;-)

Uma pequena lição de vida:
As vezes demora, mas vale a pena.

Como a internet influencia o seu trabalho?
É minha fonte inspiradora. Já tive ótimas ideias surfando.

Qual o endereço do seu blog?

12 comentários:

Sue Paula disse...

Oi, Meninas!
Parabéns por mais uma entrevista. Vcs são demais!!!
Abracinhos
Sue

Fernanda disse...

Olá!

Gostei muito desta entrevista, da criatividade da artesã e das dicas que ela transmitiu. Trocar experiências é um caminho interessante para aprendermos sempre mais. Abraços!

Coisinhasdalili disse...

Olá meninas! Fiquei muito feliz de me "ver"aqui! Obrigada pela oportunidade e espero que inspire mais gente a craftar nesse mundão de meu Deus. Bjs

yayi disse...

La bolsa de patchwork, preciosa.

saludos

Fernanda bordando,pintando e aprendendo disse...

Legal gostei....é quase o mesmo começo de todo mundo mesmo....O trabalho da LILI é lindo!!!!
Bjinhos.....

Quiane disse...

essa frase é perfeita:
"As peças devem ser do gosto de quem compra e não somente de quem faz"

adorei!! Obrigada pela entrevista

Carine Gimenez disse...

Olá. Adorei encontrar esse cantinho: um blog muito bonito, com entrevistas ótimas. É uma excelente maneira de divulgar o belo trabalho de várias artistas.
Cheguei pra ficar, já estou seguindo.
Beijo.

Jac Mon disse...

Amei a entrevista. É sempre muito inspirador pra quem está começando ver os depoimentos e dicas de quem já está nesta estrada a mais tempo.
A gente percebe que as dúvidas e medos se repetem mas podemos superá-los. Encontramos muita gente mesquinha que não consegue nem responder a um comentário ou e-mail,em contrapartida, também encontramos muita gente talentosa capaz de compartilhar e ensinar sem medo.Parabéns pela iniciativa das entrevistadoras e entrevistadas.Sucesso a todas!
Forte abraço
♥ Jac

♥ Carine Calé ♥ disse...

Oi Lili,

Parabéns pelo belo trabalho e bela entrevista. Adoro seu "jeitinho brasileiro" de fazer artesanato, tudo de muito bom gosto e qualidade!

Sucesso!!!!

Beijinhosss
Carine

Viviane disse...

Oi Meninas! O trabalho da Lili é maravilhoso! A entrevista estava ótima!
Beijos!!!

Valéria disse...

Adorei a entrevista.
Os trabalhos dela são lindos e ainda não conhecia.
Vou fazer uma visita agora mesmo.
obrigada meninas!
Beijos
Valéria

vestidobonito.com disse...

Oi Lili!

Adoro tudo o que voce faz! E inspiradora a tua história! Faço uns vestidinhos lindo que nunca ninguem consegue ver, pois "saem voando" nas mãos das minhas amigas-clientes. Assim, resolvi montar um blog e voce tem sido a inspiradora" Sucesso - Bjusssssss -- Aída Regina

http://wwwvestidobonito.blogspot.com

sharethis